freguesia
A nossa terra
notícias
história
galeria
informações
localização
colectividades
livro de visitas
 
turismo
tradições
festividades
gastronomia
património
 
autarquia
obras
orgãos
heráldica
contactos

inf. autárquica

Regulamentos
 
 
 
 
 

Horário do Posto Médico
Segunda-feira á tarde das 13:00 ás 18:00

Quarta-feira de manhã das 8:00 ás 13:00

Quinta-feira das 8:00 ás 13:00

 

POPULAÇÃO
Com base em estudos e nos censos, a população de Pindelo dos Milagres sofreu um aumento, desde o século XIX.
Em 1801, era freguesia do concelho de Lafões ou Vouzela e registava 105 fogos, 343 habitantes, sendo 178 homens e 165 mulheres. Constava, ainda 21 nascimentos e 22 óbitos. Em 1849, Pindelo já pertencia ao concelho de São Pedro do Sul e apresenta um número maior de habitantes. Estes elevam-se para 611, sendo 286 homens e 325 mulheres. Em relação aos dados anteriores, o número de nascimentos permanece e os óbitos diminui para 17.
Segundo os censos de 2001, o número de habitantes continua a crescer. Em termos de percentagens, as crianças e os jovens equivalem a 12% da população, os habitantes considerados activos ocupam 63%, e as pessoas equivalentes ou com mais de 65 anos correspondem a 25%. Assim, na freguesia encontra-se um total de 706 residentes e 795 eleitores recenseados, é de realçar que na freguesia existem numero elevado de emigrantes que partiram para países como a Suiça, Alemanha, França e Luxemburgo, em vista de melhores condições.

 

SITUAÇÃO ECONÓMICA
Freguesia essencialmente rural, possui uma economia local baseada no sector primário. Assim, predomina uma agricultura de subsistência, onde o milho, a batata, o centeio, o feijão e o vinho são os produtos mais cultivados. A criação de gado e a caça destinam-se à subsistência das famílias, secundário destacam-se, duas serralharias, uma carpintaria, duas panificadoras, uma fábrica de restauração de móveis e a construção civil. Finalmente, a nível do sector terciário, possui 4 cafés e 3 minimercados, em Pindelo, e dois cafés e dois mini mercados, em Rio de Mel. Existe, também um posto de medicamentos, uma casa de venda de móveis e um posto avançado de Bombeiros Voluntários.
Ao sábado e domingo alguns comerciantes ambulantes deslocam-se à freguesia para vender artigos diversos. Desta forma, as pessoas mais idosas podem comprar o que necessitam, sem terem de se deslocar à vila de São Pedro do Sul ou a outros locais.
Apesar destes dois sectores serem os menos predominantes, na economia, são eles que empregam a maior parte da população activa, residente na freguesia